Dentre todas as invenções feitas pelo homem, a lâmpada pode ser considerada uma das mais revolucionárias. É certo dizer que o mundo mudou muito no último século, mas talvez o progresso não fosse tão rápido se não fosse pelo impacto que a luz elétrica causou na sociedade.

Sim, é verdade que existiam outras alternativas para enxergar à noite, como a luz do luar, velas, tochas e lampiões a gás. Contudo, a iluminação com fogo consumia rapidamente o material, portanto seu uso não permitia mais do que algumas horas ou minutos de atividades noturnas. A luz elétrica mudou nossas vidas para sempre, e pode ser que nunca exista uma invenção tão revolucionária quanto esta.

Mas os anos são outros. O alto consumo de energia elétrica tem causado dor de cabeça, pois a principal fonte geradora de energia no Brasil ainda é a água - um recurso que já não parece mais tão infinito quanto pensávamos até meados do século passado. Logo, o valor da conta de luz só aumenta e demonstra ser uma alternativa insustentável.

Sabendo que, naturalmente, temos que substituir as lâmpadas gradualmente à medida que queimam, será que vale a pena investir em lâmpadas de LED para o seu escritório? Como essa dica pode te ajudar a economizar? Continue a leitura e saiba mais sobre o tema.


O que é a tecnologia LED?

A sigla LED é a abreviação do termo Light Emitting Diode, ou Diodo Emissor de Luz. Para os mais leigos, esse é apenas o nome científico para o condutor de energia capaz de emitir luz utilizado nesse tipo de lâmpada.

Por muito tempo o LED foi usado somente para sinalizar aparelhos eletrônicos, mas começou a ser mais explorado para outros fins, como gerar iluminação doméstica e comercial.


Custo das Lâmpadas de LED

No começo, as lâmpadas de LED eram mais caras, o que fazia muitos repensarem sua aquisição. Hoje temos uma melhoria na produção, refletindo na redução do custo.

Hoje podemos encontrar Kit de 30 lâmpadas de LED no formato bulbo, encontradas com maior frequência em mercados, por aproximadamente 250 a 350 reais (o preço varia de acordo com a potência das lâmpadas).

Em atividade, o custo das lâmpadas poderiam ser compensadas em apenas 3 meses, gerando uma economia anual estimada em até mil reais.


Perto de outras lâmpadas, quanto economizamos?

A lâmpada incandescente tem uma durabilidade média de 1000 horas, chegando a uma temperatura de 3000ºC, portanto é considerada a mais perigosa e menos eficiente dentre as lâmpadas.

Já a lâmpada halógena é muito procurada pela qualidade do seu brilho, sendo usada com frequência como ponto de destaque em jardins, salas e quartos. São mais caras e duram até 4000 horas, sendo 30% mais econômicas que a incandescente.

A luz fluorescente também é uma boa opção para substituir a incandescente, já que duram entre 7500 e 8000 horas, provando ser mais 80% mais econômica. Contudo, esse é um material que precisa ser descartado adequadamente, pois seu material é considerado tóxico para a natureza.

E por último, temos a luz de LED, que é considerada a mais econômica de todas. Sua vida útil é de 25 mil horas, e apenas 10W ilumina o ambiente com intensidade equivalente aos 60W de uma lâmpada incandescente ou 15W de uma lâmpada fluorescente - o suficiente para reduzir até 85% da energia consumida! E o benefício ecológico é, além de 98% do material das lâmpadas de LED ser reciclável, a baixa rotatividade do LED colabora com o meio ambiente.


E aí, a Lâmpada de LED vale a pena?

Quando colocamos na ponta do lápis todos os resultados obtidos pelas lâmpadas de LED a longo prazo, é fácil entender os motivos que fazem dessa a melhor escolha para a sua empresa.

E se essa dica fez sentido para você, preparamos mais 6 dicas super úteis de como economizar energia em grandes empresas, basta clicar nesse link para conferir o artigo completo.

Quer colocar em prática o seu projeto para aumentar a eficiência energética da sua empresa? Visite essa página, veja mais sobre nossos serviços e fale com nossos consultores.