Para muitos, as tempestades não passam de um espetáculo da natureza, mas quando falamos de energia elétrica, elas podem causar danos à rede de alimentação de energia, instabilidade e prejuízo.

Continue a leitura, nós vamos esclarecer tudo o que você precisa saber sobre os Picos de Energia, possíveis dores de cabeça que eles podem causar e como evitar esse problema.


Antes de tudo, o que são Picos de Energia?

Durante fortes tempestades com descargas elétricas atmosféricas (raios), as luzes podem oscilar subitamente, reduzir o brilho e até queimar lâmpadas, resultado de uma tensão na rede elétrica.

Esse efeito é resultado direto de um comprometimento do fornecimento de energia, que causa instabilidade temporária na linha de alimentação, popularmente conhecido como Pico de Energia.


O que causa os Picos de Energia?

Na verdade, a explicação é bem simples. Durante a queda de raios, há uma altíssima quantidade de energia concentrada em um só lugar. Estamos falando de aproximadamente 30 mil ampères de energia por raio - cerca de 30 mil lâmpadas de 100W ligadas de uma só vez!

Durante uma descarga elétrica atmosférica, a alta concentração de energia causa danos à rede devido a uma forte alteração de Volts em segundos. Essa tensão pode levar a queda de energia, causar defeitos em equipamentos elétricos e até causar a queda de postes. No caso da energia elétrica residencial, o problema pode ser maior já que os aparelhos eletrônicos domésticos costumam ser menos resistentes. Em outras palavras, você terá sorte se passar por um pico de energia sem prejuízos, a menos que coloque em prática algumas das boas práticas que mostraremos a seguir.


Como enfrentar uma Descarga Elétrica sem prejuízos?

A melhor forma de proteger aparelhos e dispositivos eletrônicos durante o pico de energia é desconectar os equipamentos durante as tempestades, mas sabemos que essa nem sempre é uma opção, principalmente para empresas. Para isso existem outras alternativas úteis e eficazes para reduzir os impactos das descargas elétricas. Confira!


Instalação de SPDA (para-raios) 

A melhor forma de proteger prédios, condomínios, indústrias e outros locais com grande fluxo de pessoas é através da instalação do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA), que também é conhecido como “para-raios”.

Ele é composto por um conjunto de dispositivos instalados no ponto mais alto do edifício, que deve receber e dissipar a energia dos raios por um caminho especial, em direção ao solo. Assim, não restará energia suficiente para causar danos estruturais ou vitais.


Estabilizadores

Os estabilizadores são dispositivos que corrigem a tensão elétrica e direcionam a energia estabilizada para os equipamentos conectados a ele, reduzindo os impactos da sobrecarga de energia causada pela descarga atmosférica.

Seu uso mais comum é doméstico, protegendo vários dispositivos de uma só vez. Possuem formato de caixa portátil e é muito usado para proteger computadores.

No-Breaks

Os dispositivos no-breaks são semelhantes aos estabilizadores, mas costumam ser mais usados por empresas de grande porte, apesar de existirem modelos de diferentes tamanhos e capacidades.

Seu papel é manter a estabilidade da energia durante um período de instabilidade, evitando a queda ou oscilação de energia. Ou seja, a energia permanece constante durante todo o pico, sem sobrecarregar os dispositivos conectados a ele.

Protetores Eletrônicos

Talvez a versão mais conhecida da lista, os protetores elétricos são semelhantes às extensões de tomada, mas possuem proteção em caso de sobrecarga, curto-circuito e surto de tensão. É possível diferenciar pela existência de um botão em uma das extremidades, ativador da função.

Essa é uma alternativa versátil, já que podemos usar como extensor de energia e ainda proteger os equipamentos conectados durante um pico de energia.

Uso de Geradores de Energia

Se você depende da energia para executar as atividades, como acontece em supermercados, comércios e indústrias, investir em um bom gerador de energia pode ser uma boa solução.

Além de evitar que os dispositivos queimem durante o período de instabilidade, ainda pode prolongar o uso dos equipamentos até que a energia volte ao normal, evitando a interrupção súbita das operações.

Converse com um Engenheiro Eletricista.

Essas são algumas dicas práticas para proteger suas instalações elétricas, mas só depois de consultar um engenheiro eletricista que você saberá qual é a sua necessidade de proteção contra os picos de energia. Assim, você não corre o risco de gastar seu dinheiro com um equipamento que não vai atender ou suportar a demanda, investindo somente no que você precisa.

Que tal conversarmos mais sobre o assunto? A Wbecker Elétrica tem um time de engenheiros especializados em desenvolvimento de projetos, laudos, instalação e manutenção elétrica. Para saber mais detalhes, é só clicar aqui e ver mais sobre o Projeto de SPDA.